ASSOCIAÇÃO CULTURAL JARDIM DAS HESPÉRIDES

NIPC 514575581, criada em setembro de 2017 com a seguinte finalidade:

 

- Reivindicar e resgatar a antiga dimensão espiritual deste território denominada Jardim das Hespérides;

-Recuperar o conhecimento, histórico e pré-histórico, nativo ou de relevância no território nacional, de divindades femininas, da Deusa, bem como dos cultos e culturas que lhes estão associadas, nomeadamente as antigas culturas orientadas para a parceria, ou gilania;

-Divulgar estudos e descobertas sobre o antigo culto da divindade feminina no nosso território e facilitar o acesso a tal conhecimento pela sociedade portuguesa e internacional;

-Estabelecer um ponto de referência (virtual e físico) para a transmissão desses conhecimentos e para o encontro em Espaço Sagrado e Cerimonial;

-Desenvolver a consciência de género e sua implicação ao nível da organização social, defendendo e promovendo a igualdade em dignidade e direitos entre mulheres e homens, nomeadamente através da visualização de um modelo do Feminino Divino negado ao longo de mais de três mil anos;

-Desconstruir modelos de pensamento de raiz patriarcal, dominantes na sociedade humana atual, abrindo caminho para a concepção de novos paradigmas culturais, políticos, sociais, educacionais e espirituais, favorecendo o retorno aos valores de uma sociedade gilânica (dominada pelo princípio da parceria entre mulheres e homens), mais justos e ecológicos, contribuindo para a paz e a sustentabilidade;

-Promover, defender e trabalhar pelo respeito e preservação da Natureza como manifestação física da divindade;

-Promover, defender e trabalhar pelo respeito pela multiculturalidade, como exemplo da biodiversidade humana, trabalhando com deusas de todas as culturas através do tempo e do espaço;

-Reconhecer o Paganismo, uma religiosidade centrada na Natureza, como a mais antiga prática religiosa deste território e reivindicar o seu estatuto de religião a par de outras legalmente reconhecidas;

-Reconhecer e recuperar antigos lugares sagrados deste território e o direito de uso dos mesmos para fins religiosos, como acontecia no passado, desde que tal não represente qualquer risco para a sua integridade física e boas condições de preservação;

-Desenvolver o conhecimento de antigos instrumentos espirituais, rituais e tradições, que fazem parte da herança cultural da humanidade, e contribuem para a prática duma espiritualidade holística;

-Realizar eventos de âmbito nacional e internacional, que contribuam para a concretização dos objetivos atrás referidos.

A Associação Cultural Jardim das Hespérides promove o Templo da Deusa e a Conferência da Deusa Portugal