_edited.jpg

MABON

EQUINÓCIO DE OUTONO 

A Roda girou e a Senhora da Terra enverga agora os Seus mais belos trajos alaranjados enquanto estende para nós as suas bagas, sementes, frutos, tubérculos e legumes, a abundância de alimento que nos manterá durante os meses em que o Seu corpo repousa e recobra forças para recomeçar um novo ciclo de criação.

Tempo em que a luz dos dias vai drasticamente diminuindo e o convite começa a ser para o recolhimento e a interiorização. Mas tempo acima de tudo de gratidão por todos os frutos das sementes que plantámos e pudemos colher ao longo do ano, pela nossa colheita pessoal. Tempo de adiafa, o banquete no qual partilhamos a nossa abundância e damos graças por aquela que a Mãe Terra nos dispensou.

A Deusa apresenta-nos agora a Sua face de Rainha, protetora e defensora da terra, que entre nós é Brigântia/Brites/Brito/Britiande, Arêntia, Gaia. A Hespéride do momento é Vitória e as Suas criaturas são o Gaio, o Texugo e o Furão, o Javali e a Raposa, os Elfos, os Gnomos e os Dragões da Terra. A Sua árvore sagrada é a Azinheira.

Muitas bênçãos da Senhora da Terra!